Quarta, 24 de Julho de 2024
Educação Brincar e Aprender

Brinquedos educativos: diversão e aprendizagem na primeira infância

Pesquisa revela que maioria das crianças entre 3 e 12 anos prefere brinquedos e atividades educativas, que vão desde peças de montar a trabalhos manuais, como desenhos e pinturas criativas

30/04/2024 às 08h00 Atualizada em 06/05/2024 às 18h10
Por: Emanuelly Nogueira
Compartilhe:
Criança com brinquedos educativos. Imagem: FreePik
Criança com brinquedos educativos. Imagem: FreePik

 

Continua após a publicidade

Os brinquedos educativos podem ajudar as crianças a desenvolver habilidades cognitivas, motoras, sociais e emocionais, enquanto se divertem. Esses brinquedos vão muito além do entretenimento, atuando como ferramentas poderosas, pois desempenham um papel crucial no desenvolvimento infantil durante a primeira infância, que é uma fase de crescimento e aprendizado intensos.

Uma pesquisa realizada pela empresa Play, encomendada pelo Grupo Leonora, destaca que crianças entre 3 e 12 anos no Brasil estão mais engajadas com brinquedos e atividades educativas.

Continua após a publicidade

O levantamento reuniu 800 crianças e suas mães, das classes A, B e C em todo território nacional. Os dados revelam que 82% dos entrevistados da geração Alpha gostam mais de peças de montar, por exemplo, porque “dá a liberdade de criar coisas”, e 78% das meninas gostam de produzir seus próprios brinquedos com desenhos, pinturas e trabalhos manuais. Inclusive, dois canais no YouTube em torno do universo DIY são vistos com frequência pelos respondentes.

O estudo mostra também que 79% das crianças buscam experiências divertidas em tudo o que fazem e 65% cobram diversão dos produtos e conteúdos que consomem atualmente. Portanto, estão mudando o conceito de apenas “consumir” para “consumir diversão via conteúdo”, ressaltando a ideia de que brinquedos educativos vão muito além da diversão.

Continua após a publicidade

Segundo Ana Amélia, da Play Pesquisa, o estudo também mostrou que a maior oportunidade para trabalhar itens educativos está entre os 3 e 6 anos, principalmente por ser uma fase de maior desejo pela categoria.

A partir disso, a criança inclui outros produtos na rotina, como games, e até mesmo esportes, ampliando o repertório e fragmentando os interesses. Afinal, é durante a infância que passamos pela maior fase de aprendizado”, conclui.

O brincar é considerado então ainda a principal forma de aprendizado na primeira infância. Ao fornecer brinquedos educativos, você está dando à criança as ferramentas necessárias para crescer, aprender e se desenvolver de forma saudável e feliz.

Brinquedos educativos e inclusão de neurodivergentes

A pedagoga Leopoldina Feitosa trabalha desde 2013 com educação infantil, e durante suas experiências em sala de aula, ela percebeu a falta de interesse de alguns alunos em participar das atividades. Em depoimento ao Primeira Educação, ela contou que um aluno, em especial, passava a aula toda olhando para uma árvore que havia do lado de fora, pela janela da sala. Então, ela começou a pensar em formas diferentes de incluí-lo nas atividades da turma.

Fiquei pensando sobre o que fazer para ajudá-lo e comecei a fazer letras e figuras associadas àquela letra. Vi que ele se interessou e daí mudei minhas atividades com ele. Conversei com minha sobrinha, que é psicóloga, e ela começou a atendê-lo, fazendo o encaminhamento para um neurologista. Então, veio o diagnóstico: autismo”, relatou Leopoldina.

A partir dessa experiência, ela passou a confeccionar materiais e brinquedos educativos e inclusivos, em seu ateliê, que fica no Piauí. Seus produtos combinam diversão com aprendizado proporcionando uma experiência agradável e criativa para todas as crianças.

Quando oferecemos atividades sensoriais que envolvem coordenação, percepção e habilidade motoras finas, estamos contribuindo para o desenvolvimento físico e cognitivo das crianças. Além disso, pode ser uma ferramenta útil para acalmá-la, já que a manipulação dos diferentes elementos pode ajudar a relaxar e focar a atenção”, explicou a pedagoga.

Você pode conhecer mais sobre os produtos desenvolvidos por Leopoldina Feitosa através do seu perfil @‌atelieeducamente, no Instagram.

LEIA TAMBÉM:

Sobre o Grupo Leonora, que encomendou a pesquisa

O Grupo Leonora é uma das maiores distribuidoras de produtos de papelaria do Brasil, em constante movimento rumo à expansão. Fundado em 1984, a empresa gerencia as marcas de consumo Leo&Leo, Jocar Office, LeoArte e Letron que oferecem produtos escolares, artísticos e de escritório, além de eletrônicos; e administra a Leonora Ventures, que fomenta ideias inovadoras de educação e startups.

Gostou do artigo? Deixe seu comentário e continue navegando pelo portal Primeira Educação para se manter atualizado com as principais informações relacionadas à educação infantil e primeira infância.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias