Quarta, 24 de Julho de 2024
Tecnologia Chamada Pública

Empresas de telecomunicações têm até terça-feira (25) para participar do programa Escolas Conectadas. Saiba mais

Mais de 500 mil alunos do Norte e Nordeste serão beneficiados com internet gratuita

21/06/2024 às 09h57
Por: Lorena Brum Fonte: Ministério das Comunicações
Compartilhe:
Imagem: Kayo Sousa/ MCom
Imagem: Kayo Sousa/ MCom

 

Continua após a publicidade

A chamada pública para que empresas de telecomunicações participem do programa Escolas Conectadas termina na próxima terça-feira (25). A iniciativa, promovida pelo Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), destinará R$ 66 milhões para levar internet a 1.300 escolas públicas nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. A ação faz parte da estratégia do governo federal de conectar todas as escolas de ensino básico da rede pública do país, visando atingir 138 mil instituições até o final de 2026.

Norte e Nordeste na vanguarda da conectividade

Os recursos para essa chamada pública são provenientes do Fust, e as diretrizes da iniciativa foram desenvolvidas em conjunto com os ministérios das Comunicações, da Educação e da Casa Civil, sendo posteriormente aprovadas pelo Conselho Gestor do Fust. Das escolas beneficiadas, 76% estão localizadas na região Norte e 24% no Nordeste, divididas em três lotes: 529 escolas no Amapá e Pará, 526 no Acre e Amazonas, e 341 na Bahia, Maranhão e Paraíba. A estimativa é que cerca de 500 mil alunos sejam beneficiados com a conectividade.

Continua após a publicidade

Seleção e implementação

Serão selecionadas até três propostas para obter apoio financeiro não reembolsável, visando a implementação das ações de conectividade nas escolas beneficiadas. O orçamento da União do Fust, com o apoio do BNDES como agente financeiro, será utilizado para proporcionar uma solução completa de infraestrutura de conectividade, serviço de conexão e manutenção por 24 meses, conforme as especificações do edital.

Além disso, será escolhida uma proposta para monitorar a conectividade nas escolas, também com apoio financeiro não reembolsável. Esta proposta deve desenvolver uma plataforma para acompanhamento remoto da velocidade e qualidade da conexão nas escolas, conforme as especificações do edital.

Continua após a publicidade

Escolas beneficiadas e expectativas

As escolas públicas municipais beneficiadas estão agrupadas em três lotes, conforme listado no Anexo I do edital. Para cada lote, há uma lista de escolas que serão atendidas com os recursos do edital e uma lista de espera, composta por escolas que poderão ser futuramente atendidas, desde que cumpram os requisitos definidos no edital.

Foco no desenvolvimento educacional

O programa Escolas Conectadas visa não apenas proporcionar infraestrutura tecnológica, mas também fomentar um ambiente de aprendizado mais inclusivo e conectado. A conectividade é vista como uma ferramenta crucial para a melhoria da qualidade da educação, proporcionando acesso a recursos educativos digitais e facilitando a comunicação entre alunos e professores.

Conclusão do processo

Com o término da chamada pública na próxima terça-feira (25), as empresas interessadas têm uma oportunidade final para se inscrever e participar desse projeto que promete transformar a educação nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. A implementação bem-sucedida das propostas selecionadas poderá servir de modelo para futuras iniciativas de conectividade em outras regiões do país.

Empresas interessadas em saber mais sobre o edital e os requisitos para participação podem acessar o site oficial do BNDES ou clicar aqui.

Gostou da notícia? Então, aproveite para navegar no portal Primeira Educação e conferir outros conteúdos relevantes sobre o universo da educação infantil e primeira infância. Deixe seu comentário sobre este assunto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias